Qualquer amante de geografia é capaz de perder horas e horas vasculhando o Google Maps. Mas havia uma coisa que incomodava: quando o usuário reduzia o zoom para ver o planeta inteiro, o mundo era apresentado na projeção Mercator. É verdade que essa versão do mapa mundi aparece a todo momento, mas é de se esperar mais de uma ferramenta de referência e com grande precisão em vários aspectos.

LEIA MAIS: Um site para você não se enganar com as distorções da projeção Mercator

Mas isso acabou. A partir desta semana, o Google Maps apresenta o globo na sua forma real, tridimensional, redonda. Isso muda demais a forma de se perceber distâncias e dimensões. A projeção Mercator distorce (aumenta) as formas quanto mais elas se aproximam dos polos. Um exemplo clássico é o da Groenlândia. No mapa acima (clique aqui para ver melhor), ela parece maior que a América do Sul e ter quase o tamanho da África. Veja abaixo a comparação real entre a maior ilha do mundo e o continente africano.

Comparação de Groenlândia e África em mapa tridimensional

Comparação de Groenlândia e África em mapa tridimensional

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someonePin on PinterestShare on Tumblr