Metrópoles cada vez mais adensadas, com o metro quadrado sendo disputado a tapa pelas incorporadoras e espaços públicos sumindo entre as novas construções e obras de mobilidade. No final das contas, áreas livres para a prática de atividades esportivas, seja em praças ou mesmo em escolas, começam a rarear ou a se espremerem. É uma realidade em vários lugares do mundo, e uma criação de um escritório de arquitetura da Coreia do Sul pode ajudar a dar um pouco de alívio para essas áreas.

O BUS Architecture, desenvolveu o Undefined Playground (“playground indefinido”). Trata-se de uma estrutura de 3,66 metros de altura dobrável em várias configurações (veja galeria abaixo). Para cada uma das faces que se expõe, é possível realizar alguma atividade recreativa ou de útil para uma praça pública: futebol, basquete, tênis, disco, banco para descanso e uma pequena sala – que pode se transformar em uma pequena venda de lanches ou mesmo um local para guardar equipamentos esportivos.

A ideia do designer Park Ji-Hyun, principal responsável pelo projeto, era criar um espaço em que várias pessoas pudessem praticar atividades diferentes ao mesmo tempo em locais apertados. A estrutura modificável cria um aspecto mais lúdico em torno do espaço, virando ele próprio uma ferramenta de brincadeira e interação para crianças. Outra vantagem desse sistema é que, por ser portátil, pode ser colocado de forma provisória, como no caso de eventos pontuais.

Claro que, no geral, não substitui uma quadra de esportes ou um playground público equipado adequadamente. Mas pode se tornar uma solução interessante para espaços em que a estrutura ideal é impossível ou demoraria a ser construída. E dar motivos para as pessoas irem às ruas realizar atividades físicas e recreativas é sempre bom.

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someonePin on PinterestShare on Tumblr